BrasilOcorrências

Técnico de futebol é condenado por estuprar jogadoras de 12 e 13 anos em Minas

Treinador ainda vai indenizar alunas abusadas sexualmente em São Sebastião do Anta; profissional também é suspeito de engravidar adolescente no ES

A Justiça de Minas Gerais condenou, nesta semana, um técnico de futebol acusado de estuprar três alunas menores de idade em São Sebastião do Anta, no Rio Doce. O treinador também é suspeito de ter engravidado outra aluna menor de idade enquanto trabalhava no interior do Espírito Santo (relembre o caso no fim da matéria).

O profissional foi condenado a 40 anos de prisão em regime fechado por ter estuprado duas vezes uma adolescente de 13 anos, em maio deste ano. A pena também inclui outros abusos sexuais cometidos contra vítimas de 12 e 13 anos durante o ano de 2023. A condenação foi proferida pela 2ª Vara Cível, Criminal e da Infância e da Juventude da Comarca de Inhapim. 

O acusado ainda foi condenado a pagar uma indenização de R$ 10 mil por danos morais para cada um da vítima. O treinador de futebol segue preso e não terá direito de recorrer em liberdade.

Relembre o caso
O técnico de futebol feminino foi preso no dia 22 de junho suspeito de aliciar e abusar sexualmente de duas atletas, de 13 anos.
Ele começou a ser investigado no dia 12 de junho, após uma vítima procurar o Conselho Tutelar da cidade informando que o acusado teria abusado sexualmente dela.
De acordo com o relato, o suspeito teria pedido para a jovem levar uma chuteira na casa dele. Ao chegar no local, a jovem foi puxada para dentro da casa e sofrido os abusos. A adolescente conta que o homem também teria filmado o estupro.
Durante as investigações, outra vítima foi identificada. Ela disse que o suspeito aproveitava da amizade com ela e outras atletas para assediá-las.
O acusado enviava mensagens pedindo para as jovens irem à casa dele buscar presentes caros. Uma delas, também de 13 anos, foi ao local e também acabou sendo abusada.
Os investigadores descobriram que o homem se apresentava como “amigo das crianças e adolescentes que praticam esporte na cidade” e é um “assíduo frequentador de uma igreja”.
Ele manipulava e chantageava as adolescentes, se aproveitando da condição de treinador do time feminino para se aproximar das vítimas e até ameaçá-las.

Matéria Rádio Itatiaia-MG –

Por Célio Ribeiro

23/11/2023 às 16:41

Please follow and like us: