Barra Pesada

.

 

Banner_GDF

 

 

Geraldo_Naves_com_fundo.jpg

Advogado é preso após matar homem em padaria em Lagoa Santa-MG

Testemunhas disseram que vítima foi morta ao discutir com advogado que estaria importunando mulheres que estavam na padaria

Está preso em Sete Lagoas, região Central do Estado, um advogado de 40 anos suspeito de matar um homem de 30 em uma padaria localizada em Lagoa Santa, na Grande BH.

O assassinato aconteceu durante a madrugada desta segunda (23).

Segundo testemunhas, o advogado Henrique Antônio Itaborai Echternacht efetuou o crime após importunar duas mulheres que estavam junto com a vítima e namorada dele.

Bêbado e sob efeito de drogas Luiz Fernando de Paula Amaral, de 30 anos, morreu após ser baleado com dois tiros que foram disparados pelo advogado. A vítima estava na padaria junto com a namorada e mais duas amigas bebendo cerveja quando foram abordadas pelo suspeito. “Ele se aproximou do Luiz para pedir uma ‘moral’ porque estava interessado em me conhecer. O meu amigo disse para ele chegar e conversar. Depois disso ele se alterou muito rápido e começou a xingar a todos”, disse uma das mulheres que estava junto com a vítima.

A mulher, que tem 22 anos, afirmou ainda à reportagem do Aqui que o atirador estava bêbado e tinha usado cocaína pouco antes de chegar no grupo. “Ele tinha usado um pino de cocaína pouco antes de começar toda a briga. Ele tentou a todo tempo se aproximar da gente, ficava falando obscenidades com a gente. Nós ficamos incomodadas e o Luiz pediu para que ele fosse embora e parasse de nos importunar”, afirma a mulher.

Armado

De acordo com a Polícia Militar, o advogado foi para casa e ao retornar para a padaria se aproximou de Luiz armado e disse que “agora eles iriam resolver essa situação”. Neste momento, os dois começaram a brigar. Uma das amigas que estavam com a vítima ainda gritou que o advogado estava armado. “Eu tentei alertar o Luiz que ele estava armado e ainda tentei tirar a arma dele, mas não consegui. Em determinada hora da briga, ele se afastou do meu amigo e atirou várias. Depois disso eu corri e só encontrei o Luiz caído na rua atrás da padaria”, afirmou a outra mulher que estava com o grupo.

A vítima ainda foi socorrida por populares, levada para uma unidade de saúde da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Fuga e prisão

Após efetuar os disparos, Henrique fugiu uma Pálio Weekend verde que era dirigida por um amigo. O advogado foi preso em casa, no início da manhã. No momento da prisão, Henrique estava dormindo e a arma usada no crime foi encontrada no quarto onde o suspeito estava. Em depoimento à polícia, o advogado disse que tinha feito uso de drogas e bebida alcóolica durante toda a noite.

 

 Abertura-Barra-Pesada-GIF-007.gif

 

 

capital-ondonto-6-GIF.gif

Please publish modules in offcanvas position.