Barra Pesada

.

 

GDF.gif 

 

Barra Pesada

Barra Pesada

Após três dias de buscas, bombeiros descobrem que jovem que teria se afogado no DF estava em casa

Cor­po­ração foi aciona­da por con­heci­dos do rapaz. Três viat­uras, um bar­co, 18 bombeiros e um cão fare­jador atu­aram na oper­ação.

O Cor­po de Bombeiros do Dis­tri­to Fed­er­al infor­mou que um jovem de 23 anos que teria se afo­ga­do na Bar­ragem do Para­noá, na ver­dade, já esta­va em casa. Os mil­itares bus­cav­am o rapaz des­de sába­do (21) e encer­raram o res­gate na tarde des­ta segun­da-feira (23).

A oper­ação teve iní­cio depois que dois con­heci­dos da víti­ma acionaram os bombeiros. A dupla disse que o rapaz pulou na água com a cabeça para baixo e não voltou para a super­fí­cie.

Des­de então, os mil­itares ten­tavam encon­trá-lo. Três viat­uras, um bar­co, 18 bombeiros e um cão fare­jador atu­aram nas bus­cas. Segun­do a cor­po­ração, no entan­to, ao lon­go dos três dias “não hou­ve nen­hu­ma infor­mação conc­re­ta que ates­tasse a veraci­dade do afoga­men­to”.

Nes­ta segun­da, os mil­itares voltaram a entrar em con­ta­to com as pes­soas que havi­am feito o chama­do. Só então foram infor­ma­dos de que o rapaz já esta­va em casa.

O Cor­po de Bombeiros ori­en­ta aos solic­i­tantes que avisem caso a víti­ma seja encon­tra­da e socor­ri­da por meios próprios, para que não haja des­en­con­tros.

Ain­da segun­do a cor­po­ração, o “socor­ro age sem­pre com o pres­su­pos­to de boa fé por parte do solic­i­tante, mas infe­liz­mente pode ocor­rer de infor­mações des­en­con­tradas ou sep­a­rações impre­vis­tas entre gru­pos de ami­gos ger­arem esse tipo de situ­ação”.

G1 DF

Please publish modules in offcanvas position.