Barra Pesada

.

 

728x90 Medica

 

Geraldo_Naves_com_fundo.jpg

 

Polícia prende suspeito de matar a esposa grávida em Luziânia

De acordo com a polícia, o homem desferiu duas facadas contra a mulher, que morreu no hospital

A Polícia Militar (PM) prendeu o suspeito de matar a esposa grávida de seis meses. O crime aconteceu na noite sábado (20), em Luziânia, cidade do entorno do Distrito Federal (DF). Logo após o feminicídio, o homem fugiu. Porém, na madrugada deste domingo (21), os militares o encontraram escondido em cima de uma árvore.

De acordo com a polícia, o homem desferiu duas facadas contra a mulher, que não morreu na hora. Ela chegou a ser encaminhada à um Pronto Atendimento (UPA) de Luziânia. Mas, na unidade médica, não resistiu e morreu.

Logo após o crime, o homem fugiu. Desde então, os policiais realizavam patrulhamentos para encontrá-lo. Os agentes narram que durante uma busca na casa da mãe do homem, perceberam uma movimentação nos lotes baldios. Eles se aproximaram e localizaram o homem escondido na copa de uma árvore.

Segundo os militares, o homem se recusava a descer e se entregar. Foram horas de negociação até que ele se rendeu. Depois de detido, o suspeito confessou que matou a esposa que estava grávida dele. Os militares, no entanto, não informaram à reportagem se o homem justificou o crime.

Esse não é um caso isolado de violência contra a mulher. De janeiro à setembro deste ano quase 8 mil mulheres foram vítimas de lesão corporal em Goiás. Além disso, 12.205 sofreram ameaça, outras 35 morreram por feminicídio. Os dados são do observatório da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP).

Mais Goiás

 

seg-202_00000--pronto.gif

Moreno-100_00000.gif

Please publish modules in offcanvas position.