Barra Pesada

.

 

BannerNet animado

.

 

Barra Pesada

Barra Pesada

Diretor da Ponte diz que Guarani é o único clube contra a anulação do Paulistão; gerente bugrino rebate

Dirigente da Macaca diz que, para ele, o campeonato "acabou"; Sérgio do Prado

responde: "Ele está indo para o rebaixamento, é claro que vai querer que acabe, né"

O diretor financeiro da Ponte Preta, Décio Sirbone, disse nesta segunda-feira que apenas um clube é contra a anulação do Campeonato Paulista devido à pandemia do coronavírus. Questionado se o clube em questão seria o rival Guarani, ele consentiu.

As declarações foram dadas à Rádio Central, de Campinas. À mesma emissora, o gerente de futebol bugrino, Sérgio do Prado, rebateu e classificação a afirmação de Décio como mentirosa.

  • Na minha opinião, o Campeonato Paulista está nulo, acabou. A partir do momento que a Federação Paulista de Futebol fala que não tem mais verba para abril, para mim, diretor financeiro da Ponte, o campeonato está anulado. É pensar lá na frente.

Segundo ele, tal visão é compartilhada por outros clubes, ainda sem nenhuma sinalização da Federação Paulista de Futebol por enquanto.

  • No Paulista, todos são unânimes, a exceção de um, de dizer que o campeonato está nulo e que acabou. Não tem data. Pode estender até 20 de dezembro e início de janeiro. Mesmo a CBF arrumando as datas, times como Novorizontino, Mirassol, Inter de Limeira, Água Santa têm contratos terminando em abril. Como vão chamar de volta para disputar campeonato? Não consigo entender essa equação. Mas de eficaz, não temos nenhum posicionamento da FPF.

Foi nesse momento que Décio foi perguntado se o único clube contra o fim do Paulistão seria o Guarani.

  • Acredito que sim. Houve uma reunião entre os advogados dos clubes, e o nosso advogado fez esse comentário. Os técnicos também conversam entre eles, e a impressão que foi deixada foi essa aí. O Paulo Roberto Santos (técnico do Santo André) disse que está procurando outro emprego, que tem jogadores com contratos com outros clubes indo embora. Por isso que eu disse. Como vai fazer campeonato em maio, junho. Mas aí entra a questão da rivalidade, essa coisa toda. Com certeza é por aí. Conversando com a nossa comissão técnica, a gente gostaria de terminar os dois jogos e sair desse sufoco, mas acho impossível.

Os rivais de Campinas viviam situações opostas antes da paralisação. A Ponte era a lanterna geral e estava seriamente ameaçada pelo rebaixamento, enquanto o Bugre tinha a classificação encaminhada para as quartas de final.

O dérbi entre eles, aliás, foi a última partida antes da suspensão do Paulista por tempo indeterminado, com vitória de virada do Guarani por 3 a 2, já sem a torcida por determinação das autoridades de Saúde. A situação dos times na tabela foi usada por Sérgio do Prado para compreender a posição dos clubes sobre a sequência do estadual.

  • É uma grande mentira, porque a gente conversa com os dirigentes dos demais clubes, mas ele (Diretor Financeiro da Ponte Preta) está defendendo o lado dele, né? Eles estão em iminente rebaixamento. Naturalmente, vão fazer de tudo, vão pedir e vão querer usar as armas que possam ter de seduzir e de querer vender essa ideia, mas ninguém vai querer entrar em uma dessa, né? O Guarani está disputando o título.

O Campeonato Paulista foi paralisado por tempo indeterminado a duas rodadas do fim da primeira fase e ainda não tem perspectiva de retorno.

Globo Esporte

Barra Pesada

Please publish modules in offcanvas position.