Barra Pesada

.

 

Banner_GDF

 

 

Geraldo_Naves_com_fundo.jpg

PCDF, MPDFT e PF deflagram Operação Payback

A Polícia Civil do Distrito Federal – PCDF, em conjunto com a Polícia Federal – PF e o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios – MPDFT, deflagrou, na manhã desta quinta-feira (19) a Operação Payback em desfavor de suspeitos que realizavam transações bancárias fraudulentas.

Os policiais cumpriram 50 mandados judiciais, sendo 29 mandados de busca e apreensão e 21 mandados de prisão temporária. Os endereços dos mandados estão localizados em várias regiões administrativas do DF. O valor total da fraude está estimado em, aproximadamente, R$ 2,6 milhões, apenas no Distrito Federal.  

Conforme apurado, a fraude investigada foi implementada a partir da manipulação do aplicativo internet mobile que, durante certo período de tempo, estava com um erro, que permitia que o cancelamento de uma operação de um simples agendamento de Pix retornasse ao cliente, um crédito de valor idêntico, na mesma conta utilizada para a realização da operação.

O referido erro permitiu, portanto, que, a partir do download daquela versão do aplicativo internet mobile banking, clientes daquela instituição financeira, com acesso cadastrado, realizassem operações de agendamento de transferências, cancelamento e, depois de creditados, os valores eram transferidos para contas diversas ou utilizados para pagamento de boletos e em compras diversas.

Visando a racionalização da investigação, foram instaurados procedimentos policiais próprios para fins de identificar os beneficiários das principais operações fraudulentas apontadas pela vítima, individualizando-se, as respectivas condutas, que, nesta fase inicial, indicam a prática do crime de furto mediante fraude eletrônica, com pena de quatro a oito anos e, possivelmente, de associação criminosa, com pena de um a três anos.  

Vale ressaltar que a presente ação conjunta com o MPDFT contou com atuação ativa e célere dos promotores de justiça do Núcleo de Combate ao Crime Cibernético –  Ncyber/MPDFT.

A operação, desta quinta-feira, foi coordenada pela Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos – DRCC/PCDF e contou com apoio de outras unidades do Departamento de Polícia Especializada da PCDF. Lembrando também o apoio logístico e operacional da Divisão de Operações Especiais – DOE e da Divisão de Operações Aéreas – DOA.

O nome da operação Payback faz referência à tradução da palavra inglesa retorno e, dentro do universo dos negócios, designa um cálculo para que o investimento inicial seja recuperado.

Assessoria de Comunicação/DGPC

 

 Abertura-Barra-Pesada-GIF-007.gif

 

 

capital-ondonto-6-GIF.gif

Please publish modules in offcanvas position.